Leixões SC 1 SC Covilhã 3
Domingo, 07 Maio 2017 00:00

Quarta vitória consecutiva do Sporting Clube da Covilhã na Ledman LigaPro, agora no terreno do Leixões Sport Club por 1-3 e de forma surpreedente perante o enquadramento do jogo, visto que a formação serrana entrou no derradeiro quarto de hora da partida em desvantagem no marcador e em inferioridade numérica por expulsão de Djikiné, mas dois golos de Ponde (ambos de pontapé de penálti) e um de Medarious deixaram a equipa local completamente desolada.

A maior pressão pontual deste encontro estava sobre o emblema de Matosinhos, que continua envolvido na luta pela fuga aos lugares de despromoção, mas os visitantes não estavam dispostos a abdicar da ambição de triunfar, notando-se um equilíbrio de forças logo nos momentos iniciais do jogo. Com o avançar do relógio, o Leixões tornou-se mais rematador e a baliza covilhanense foi sendo colocada em perigo, salientando-se dois lances: aos 18 minutos, Lamas obrigou o guarda-redes Igor Rodrigues a uma defesa atenta para canto; e aos 24 minutos, na cobrança de um livre directo, Porcellis atirou ao poste. No entanto, a equipa serrana não demorou a apresentar também as suas intenções atacantes, pois, aos 36 minutos, o remate de Harramiz levou a bola a passar muito próximo da baliza local. Aos 41 minutos, o treinador Filipe Gouveia teve que efectuar uma substituição por lesão de Erivelto, fazendo entrar Ponde para o seu lugar. Ainda antes do tempo de descanso, os leixonenses jogaram mais perto da baliza forasteira, porém, sem conseguirem claras ocasiões de golo. Ao intervalo: 0-0.

Na segunda parte, o cenário parecia fortemente favorável para as cores de Matosinhos, começando logo pelo tento inaugural apontado por Cadú aos 49 minutos, que cabeceou para as redes forasteiras na sequência de um pontapé de canto, provocando assim uma explosão de alegria no histórico Estádio do Mar. Neste mesmo lance, Zarabi ficou lesionado e Sambinha teve que entrar para a sua posição, deixando o técnico Filipe Gouveia com menos uma opção para o decorrer da partida. E para a situação ficar ainda pior para o emblema covilhanense, o árbitro Bruno Esteves exibiu o cartão vermelho a Djikiné aos 59 minutos, aparentemente por protestos do médio maliano, admoestado com a cartolina amarela numa acção anterior. Perante estes factos, poucos acreditariam que os três pontos escapassem ao Leixões, mas o futebol não é uma ciência exacta e tudo mudou radicalmente no último quarto de hora do encontro: aos 79 minutos, Ponde foi derrubado por Cadú na área anfitriã e originou um pontapé de penálti, aproveitado pelo próprio Ponde para igualar a partida; aos 83 minutos, um defensor leixonense interceptou com o braço o remate de Gilberto, provocando novo castigo máximo, que Ponde não desperdiçou para colocar os serranos na frente do marcador; e aos 88 minutos, num contra ataque bem desenhado pelo conjunto covilhanense, Medarious atirou para o 1-3 que seria resultado final. Com os apoiantes visitantes em festa no terreno nortenho, o Covilhã ainda teve oportunidades para construir um desfecho mais desnívelado, mas a pontaria não se revelou apurada nos momentos finais do jogo. Este triunfo selou matematicamente a permanência serrana na Ledman LigaPro, estando a atenção agora colocada no 5º lugar, que está somente a três pontos, com os covilhanenses a receberem no domingo precisamente um dos adversários na disputa desse lugar, o Santa Clara.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo:http: //ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20162017/ledmanligapro/40/2

Actualizado em Domingo, 07 Maio 2017 18:06
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1237429