História do Sporting Clube da Covilhã
FC Serpa 0 SC Covilhã 0 (7-6 g.p.)
Domingo, 17 Outubro 2021 00:00

O Sporting Clube da Covilhã foi afastado da Taça de Portugal 2021/2022 pelo Futebol Clube de Serpa, que participa na série F do Campeonato de Portugal, num jogo que terminou com um nulo, sendo a formação local mais forte no desempate por pontapés da marca de grande penalidade ao vencer por 7-6.

Numa deslocação inédita a nível oficial ao terreno do FC Serpa, a equipa serrana revelou-se mais atacante desde do apito inicial do árbitro Ricardo Baixinho, no entanto, encontrou pela frente o guardião Rui Peta em tarde memorável, ao que juntou uma partida desastrada no capítulo da finalização, com pontaria afinada para o poste e para a barra, em vez das desejadas redes locais. As oportunidades de golo sucederam-se para os comandados de Wender, mas sem sucesso num único lance, levando ao desespero os adeptos covilhanenses que se deslocaram a terras alentejanas. O cenário piorou para o conjunto visitante aos 80 minutos, quando Helitão viu o vermelho directo por falta dura sobre Raposo, deixando assim o SC Covilhã em inferioridade numérica para o resto do encontro, com os locais a aproveitarem para causarem maiores dificuldades ao guarda-redes Bruno Bolas.

O prolongamento não foi muito diferente da restante partida, visto que os covilhanenses continuaram a dominar, porém, novamente com deficiências na finalização, destacando-se mais um remate à barra, agora por Ahmed Isaiah. Perante o nulo houve a necessidade de recurso às grandes penalidades, onde o FC Serpa foi mais certeiro, apesar de Bruno Bolas ter defendido duas, só que do outro lado também Rui Peta impediu o êxito em duas situações (a André Almeida e Thiago Moraes) e viu Tiago Moreira atirar por alto, ficando o desempate fechado por 7-6 favorável ao emblema alentejano, que desta forma segue para a 4ª eliminatória da prova. O Sporting da Covilhã volta a actuar no domingo, agora para a Segunda Liga no terreno do Trofense.

Texto: Eugénio Lopes.

Actualizado em Domingo, 17 Outubro 2021 17:39
 
Joab
Terça, 12 Outubro 2021 00:00

Joabel Alves Gieira é conhecido nos meios futebolísticos por Joab, um polivalente jogador brasileiro que chegou ao futebol português para envergar a camisola do Lusitano de Évora, num tempo em que o clube alentejano era presença habitual na 1ª Divisão Nacional. Na época 1961/1962, Joab transferiu-se do conjunto eborense para o Sporting da Covilhã, que também se encontrava no principal escalão do futebol nacional, mas não foi muito utilizado no ataque serrano, visto que participou apenas em seis encontros oficiais, nos quais assinou um golo, em concreto, no triunfo por 4-2 sobre o Vitória de Guimarães em partida da 9ª jornada. A única temporada em que Joab jogou na equipa covilhanense foi negativa no plano colectivo, pois, o nosso clube não conseguiu evitar a despromoção ao escalão secundário. Joab regressou depois ao Lusitano de Évora, continuando a carreira em Portugal por diversos emblemas, nomeadamente, Desportivo de Beja, Portimonense, Grandolense e Vasco da Gama de Sines. Que memórias permanecem de Joab com o equipamento serrano?

Actualizado em Terça, 12 Outubro 2021 08:42
 
SC Covilhã 1 CD Nacional 1
Domingo, 10 Outubro 2021 00:00

Helitão pressionado por Francisco Ramos

Ainda não foi nesta jornada que o Sporting Clube da Covilhã regressou às vitórias na Segunda Liga, visto que não conseguiu melhor do que o empate a uma bola na recepção ao Clube Desportivo Nacional, elevando assim para seis rondas consecutivas sem festejar um triunfo nesta prova.

Este jogo até começou a sorrir aos comandados de Wender, pois, o marcador foi inaugurado pelas cores serranas aos 15 minutos através de um cabeceamento de Jô, que deu a desajada sequência ao cruzamento efectuado por Jean Felipe na direita. A formação madeirense procurou reagir ao golo sofrido, porém, nesta fase da partida não apresentou argumentos que preocupassem demasiado o sector defensivo local. Com o encontro a disputar-se com pouca dinâmica, até ao intervalo apenas mais um lance captou maior atenção dos espectadores, quando aos 39 minutos, o nigeriano Ahmed Isaiah tentou surpreender Rui Encarnação de bem longe, contudo o guardião visitante recuou a tempo de afastar a bola para canto, mantendo desta forma a diferença mínima para a segunda parte.

Na etapa complementar, o início sorridente pertenceu ao Nacional, que alcançou o empate aos 48 minutos por intermédio do hondurenho Róchez, que cabeceou com êxito um cruzamento de Witi no lado direito. O jogo ganhou maior emoção após a igualdade, com ambas as equipas a procurarem a vitória, embora com um conjunto covilhanense mais empreendedor, em que Jô foi protagonista em duas acções: primeiro, aos 63 minutos, ao não dominar a redonda diante de Rui Encarnação após passe de Jean Felipe; depois, aos 68 minutos, ao rematar para uma intervenção eficaz do guarda-redes insular. Já a caminho do final do encontro, o onze visitante revelou-se mais perigoso e por duas vezes ameaçou seriamente as redes locais: aos 87 minutos, Vítor Gonçalves obrigou Léo Navacchio a defesa atenta para canto; e aos 89 minutos, Róchez atirou contra a barreira defensiva serrana em plena área. Volvidos alguns instantes, o árbitro João Casegas apitou pela última vez e sentenciou o 1-1 como resultado final, com o Sporting da Covilhã a colocar agora a sua atenção na Taça de Portugal, disputando o acesso à 4ª eliminatória no próximo domingo no terreno do FC Serpa.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20212022/ligaportugalsabseg/8/7

Actualizado em Domingo, 10 Outubro 2021 17:47
 
Joel Vital
Terça, 05 Outubro 2021 00:00

Joel Vital iniciou a actividade futebolística nas escolas do ACD Bairro do Falcão, mas não demorou a rumar aos infantis do SC Salgueiros para continuar as camadas jovens, chegando a realizar uma época inteira pelos seniores na 2ª Divisão B, quando ainda tinha idade para jogar nos juniores. As exibições de Joel nesse patamar agradaram ao SL Benfica, que o contratou para completar o escalão júnior com as cores encarnadas, no entanto, o regresso ao nível sénior seria com a camisola do Canedo FC, que na altura militava na 3ª Divisão Nacional. Joel prosseguiu depois a carreira por FC Madalena, CD Candal e CD Cinfães, antes de assinar pelo Sporting da Covilhã para a época 2013/2014, iniciando uma ligação ao nosso clube que permanece até aos dias de hoje. Quer a defesa central, quer a defesa esquerdo, Joel é uma referência no emblema serrano, pelo qual caminha para os duzentos jogos oficiais, tendo apontado seis golos até ao momento. Que qualidades apreciam nas exibições de Joel na equipa covilhanense?

Actualizado em Terça, 05 Outubro 2021 08:42
 
Casa Pia AC 4 SC Covilhã 0
Domingo, 03 Outubro 2021 00:00

Está complicado o Sporting Clube da Covilhã regressar às vitórias na Segunda Liga, pois nesta jornada foi goleado pelo Casa Pia Atlético Clube por 4-0 e somou desta forma o quinto jogo consecutivo sem saborear os três pontos nesta competição.

E este encontro não podia ter começado pior para as cores serranas, visto que aos 2 minutos o marcador foi inaugurado por Jota Silva, que rematou colocado após Léo Navacchio ter afastado a bola para mais longe. A formação lisboeta continuou com sinal ascendente, mas Léo Navacchio esteve atento às fugas de Jota Silva aos defensores forasteiros, no entanto, aos 26 minutos os "gansos" aumentaram a contagem por intermédio de Camilo Triana, que atirou a contar após um cruzamento da direita. Os comandados de Wender passavam por dificuldades e não tiveram uma reacção muito convincente, embora com dois lances merecedores de registo: aos 29 minutos, Jean Felipe apontou um livre directo que ficou perto das redes de Ricardo Batista; e aos 45 minutos, Lucas Barros avançou com categoria pela esquerda e cruzou para Diogo Almeida atirar contra um defensor local, que assim impediu a diferença mínima para tempo de intervalo.

Na segunda parte, esperou-se que os covilhanenses tivessem em melhor plano, mas isso não aconteceu e o Casa Pia voltou a festejar aos 52 minutos por Vasco Fernandes, que terminou com sucesso a confusão instalada na área visitante na sequência de um canto. A situação já complicada dos serranos ainda ficou pior aos 56 minutos, quando o árbitro Ricardo Baixinho expulsou Arnold por agressão a Jota Silva, deixando a sua equipa reduzida a dez unidades. O jogo ficou logo mais do que decidido e só voltou a animar aos 84 minutos, com o árbitro a considerar faltosa a acção de Helitão na área forasteira, assinalando um castigo máximo muito contestado pelas hostes serranas, mas que Derick Poloni aproveitou para fixar o resultado em 4-0 no histórico Estádio Pina Manique. Com esta série sem vitórias, o Sporting da Covilhã vai descendo na classificação, seguindo-se nova partida no domingo, em que receberá o CD Nacional no Estádio Santos Pinto.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20212022/ligaportugalsabseg/7/4

Actualizado em Domingo, 03 Outubro 2021 21:15
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 213
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 2539751